Entre os dias 15 de Novembro e 22 de Dezembro, a equipa da ADDHU deslocou-se novamente ao Quénia onde, para além da tão esperada visita às crianças do Wanalea Children’s Home, foram também desenvolvidas outras iniciativas, entre as quais importa salientar a constituição de novas parcerias e o lançamento do Programa Dádivas de Esperança.

Mais uma vez, tivemos a oportunidade de passar algum tempo com as crianças do Centro Wanalea, e foi com muita alegria que verificámos que todas se encontram bem e saudáveis.

A Gakii, que nos foi entregue há cerca de 2 meses e meio pelo governo queniano, já está totalmente integrada na família Wanalea e sente-se muito feliz no Centro. Apesar de um passado duro, recheado de violência e maus-tratos, a Gakii é uma criança forte e lutadora, muito doce e sociável, e muito risonha. Quando crescer, quer ser professora e com certeza que, com a nossa ajuda, esse sonho se concretizará.

A frequência de uma escola fora do Centro teve um impacto muito positivo, e as crianças estão mais extrovertidas, comunicativas e sociáveis. Fizeram imensos amigos novos e estão todas inscritas em actividades extra-curriculares que elas próprias escolheram como os escuteiros ou equipas de desporto. Os resultados escolares foram muito bons, tendo em conta a mudança que a ida para a nova escola representou na vida destas crianças e o processo de adaptação pelo qual todas tiveram de passar. Todas passaram nos exames finais e deram provas da sua dedicação e do seu esforço para serem bons alunos. Os professores felicitaram a ADDHU e a sua equipa pelo excelente comportamento das crianças que residem no Centro Wanalea, que surpreendeu todos os funcionários da escola e nos deixou cheios de orgulho!

As crianças continuam a receber apoio escolar no Centro, com ajuda de uma professora que tem vindo a acompanhar as crianças desde o inicio do projecto em 2008. Neste momento, estão inscritas na Thorn Tree School 23 das 26 crianças que residem no Centro, sendo que 3 delas vão ainda permanecer no Centro até ao segundo período que se inicia em Maio, de modo a recuperarem o seu atraso e a prepararem-se o melhor possível para a frequência de uma escola fora do Centro.

As crianças entraram de férias no dia 25 de Novembro e foram então organizadas várias actividades para mantê-las entretidas e ocupadas durante a época natalícia. Entre trabalhos manuais e actividades artísticas, jogos no jardim e desporto, sessões de dança e actividades de dramatização, as férias foram passadas com muita alegria e divertimento.

No dia 26 de Novembro, convidámos os colegas e novos amigos da escola para uma pequena festa que organizámos no Centro onde não faltaram brincadeiras e jogos, muita música e sobretudo muitos bolos e guloseimas!

Também fomos ao cinema e ao Mamba Village, uma “quinta” de crocodilos onde as crianças tiveram a oportunidade de interagir com vários animais e de pegar em pequenos crocodilos. Descobrimos que as crianças são muito destemidas e todas queriam pegar no crocodilo! No cinema, encheram as barriguinhas de pipocas e doces enquanto se deslumbravam com a magia do grande ecrã. Graças à voluntária Ana, a quem agradecemos, fomos também almoçar ao restaurante com todas as crianças do Centro. Obrigada Ana!

No dia 17 de Dezembro, fizemos a nossa habitual festa de Natal e as emoções estavam ao rubro! Durante a tarde, decorámos a casa e fizemos a árvore de Natal enquanto alguns ajudavam a preparar a jantar de Natal na cozinha, que este ano incluiu arroz doce e mandazi, um doce tradicional queniano, muito popular na época natalícia, semelhante às nossas filhoses. A seguir ao jantar, cantámos músicas de Natal em inglês e suaíli, e foram entregues os presentes enviados pelos padrinhos. Claro que este era, sem dúvida, o momento mais esperado da noite... A ADDHU gostaria de agradecer a todos os padrinhos, sem os quais não teria sido possível proporcionar este Natal às crianças do Centro Wanalea. Obrigada pela felicidade e alegria que trouxeram aos nossos meninos, e pelo amor e carinho que lhes dedicam todos os dias!

Com a ajuda dos voluntários que estiveram no Centro no final do ano de 2010, conseguimos levar a cabo mais algumas importantes obras de renovação e de melhoramento do Centro. Comprámos um frigorifico novo, com dimensões maiores e capaz de responder às necessidades de 26 crianças. Pusemos gravilha na parte exterior da casa para evitar a formação de enormes poças de lama quando chove. Plantámos mais flores no jardim, fizemos mais alguns arranjos no tecto, criámos uma zona de lavagem de roupa ao pé de tanque de água devidamente cimentada e com um sistema de escoamento das águas adequado, arranjámos e pintámos alguns móveis e paredes, instalámos luzes exteriores nocturnas à volta da casa, etc. Todas estas obras foram realizadas com os donativos que nos são generosamente entregues pelos voluntários que partem em missão para o Quénia, e que têm tido um papel fundamental no desenvolvimento deste projecto.

Durante esta missão da ADDHU no Quénia, foi oficialmente lançado o programa Dádivas de Esperança, com a entrega das primeiras Dádivas nos bairros de lata de Nairobi e em Kisii. Foram também estabelecidas novas, e importantes, parcerias com organizações locais, concretizando assim um dos principais objectivos da ADDHU: trabalhar em estreita parceria com as comunidades que apoiamos de modo a tornar a nossa ajuda mais eficiente e pertinente e de modo a ensinar as comunidades a caminharem por si só.

A equipa da ADDHU visitou várias vezes o bairro de lata de Kitui Ndogo, onde se encontra a trabalhar uma das nossas organizações parceiras, Foundation for Orphaned Children. Neste momento, a ADDHU tem neste bairro de lata 8 crianças apadrinhadas ao abrigo do Programa Wanalea. Estão bem, saudáveis e passaram todas de ano. Receberam presentes de Natal e cartas dos padrinhos, e ficaram muito felizes.

Aproveitámos as nossas visitas ao bairro de Kitui Nodgo para realizar algumas distribuições de comida. No total, foram distribuídos cerca de 100 litros de leite, 100 kg de farinha para chapati, uma espécie de pão muito popular no Quénia e muito consumido durante a época natalícia, e mais de 50 kg de feijão. Estas distribuições beneficiaram mais de 50 famílias que puderam passar um Natal mais feliz, com a barriga cheia pelo menos. Foram também entregues várias Dádivas de Esperança que beneficiaram mais de 10 crianças deste bairro de lata, entre as quais material e propinas escolares, vitaminas e vacinas contra a febre tifóide.

A equipa da ADDHU reuniu-se diversas vezes com o Director e o Coordenador de Projecto de uma pequena ONG queniana - God’s Vision for Africa - que dá assistência a crianças em situação de extrema vulnerabilidade, no bairro de lata de Soweto em Nairobi.

A situação destas crianças é de facto preocupante, como pudemos constatar aquando das nossas visitas ao Soweto. A insegurança alimentar e a fome foram os maiores problemas apontados pela comunidade e pelas famílias das crianças. A maioria das crianças residentes neste bairro de lata não chega a ter uma refeição por dia. Há inúmeros casos de malnutrição e de subnutrição, bem como elevadas taxas de incidência de HIV/SIDA, que afecta sobretudo mulheres e crianças. Há também muitas crianças órfãs a viver nas ruas...

A escola que frequentam as crianças deste bairro de lata, gerida pela GVA com o apoio de professores voluntários e com recursos financeiros quase inexistentes, encontra-se a operar em pequenas barracas construídas com velhas folhas de alumínio, enferrujadas e rasgadas, que constituem um perigo para a segurança das crianças que aí têm aulas.

Foi então assinado um acordo de parceria com a GVA, com quem vamos unir esforços para tentar aliviar o sofrimento destas crianças e ajudá-las a quebrar o ciclo da pobreza. O acordo foi assinado após uma distribuição de bens alimentares levada a cabo pela ADDHU, e que não teria sido possível sem o apoio de todos vós que, através do programa Dádivas de Esperança, doaram mais de 180 litros de leite às crianças do Soweto. Também distribuímos mais de 100 kg de papas de cereais altamente nutritivas a cerca de 150 crianças. Cerca de 20 crianças foram inscritas no Programa de Apadrinhamento Wanalea, para que possam de futuro ser apadrinhadas.

A ADDHU quer continuar a dar apoio a estas crianças que tanto precisam, mas isso só será possível com a vossa ajuda, e esperamos poder contar com todos vós para que, juntos, possamos devolver a estes meninos e meninas os seus sonhos e a esperança numa vida melhor.

A equipa da ADDHU deslocou-se novamente à região de Kisii para visitar a comunidade rural de Kitutu e proceder à entrega das Dádivas de Esperança. Foram entregues 2 vacas a 2 famílias desta comunidade, e cerca de 10 redes mosquiteiras e 74 pacotes de pensos higiénicos às adolescentes e mães solteiras. As Dádivas foram entregues no meio de uma grande festa, com canções e danças tradicionais da região.

A comunidade mostrou-se muito feliz e sobretudo motivada no sentido de tirar o melhor proveito destas Dádivas em beneficio de todos os membros da comunidade, nomeadamente as jovens mães e as crianças. O leite das vacas servirá para alimentar as crianças mais pobres da comunidade, os bezerros que irão nascer serão oferecidos a outras famílias da comunidade, para que possam também usufruir de uma fonte de alimento e de rendimento, e já estão a ser tomadas as medidas necessárias para que se forme uma pequena cooperativa de produção de leite e criação de vacas, dando assim os instrumentos necessários para que esta comunidade quebre o ciclo da pobreza.

As redes mosquiteiras também foram recebidas com muito agrado uma vez que se trata de uma região do país gravemente afectada pela Malária, uma das principais causas de mortalidade materno-infantil no Quénia. Estas redes são tratadas com insecticida e muito eficazes no combate e na prevenção da Malária: podem literalmente salvar vidas!

Durante a nossa estadia em Kisii, aproveitamos também para recolher mais alguns dados importantes para os nossos projectos, nomeadamente a inscrição de cerca de 21 crianças no Programa de Apadrinhamento Wanalea. Foi também possível verificar que o número de raparigas submetidas à Mutilação Genital Feminina diminui consideravelmente esta ano, sinal de que as nossas intervenções nesta região estão a começar a ter algum impacto na erradicação desta cruel prática. Existe uma clara tendência para o abandono do ritual nesta comunidade e, apesar de ainda ser uma prática comum, acreditamos que este é apenas o inicio de uma mudança de mentalidades e que se ajudarmos esta comunidade a desenvolver-se, a ter acesso a ferramentas importantes como a formação e a educação, podemos acabar definitivamente com a MGF.

O Programa Dádivas de Esperança foi assim lançado com muito sucesso e a ADDHU gostaria de agradecer a todos os que participaram nesta iniciativa e que contribuíram para mudar as vidas de muitas crianças e famílias necessitadas. O Programa vai continuar em funcionamento, e esperamos que continue a ser um sucesso, pois são de facto pequenos gestos que mudam vidas.

Para todos os nossos apoiantes, sócios, voluntários e padrinhos, um Feliz Ano Novo e que 2011 nos traga muita paz, saúde e força para continuarmos, todos juntos, a lutar por um mundo melhor e mais justo!

Obrigada pelo vosso apoio!
Asante sana!


Participe já no programa Dádivas de Esperança
Faça aqui o download do catálogo e escolha a sua Dádiva!

 

 

Programa Wanalea - Apadrinhe uma criança!

Para mais informações, envie-nos um email para: Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

 

  • Missão Quénia Nov - Dez 2010Missão Quénia Nov - Dez 2010