No dia 7 de Abril de 2012, a equipa da ADDHU realizou um pequeno workshop no bairro de lata do Soweto em Nairobi, Quénia, sobre os direitos das crianças e a importância do registo das mesmas como forma de prevenir o tráfico infantil bem como outros tipos de abusos e violações de direitos.

 

O workshop decorreu na escola secundária Cityshine e foi realizado em parceria com a ONG queniana God’s Vision for Africa. Contou com a participação de mais de 20 mães e pais de alunos que frequentam as escolas Cityshine.

Os objectivos deste workshop foram, para alem de explicar aos pais e tutores das crianças todo o processo de registo de uma criança junto das autoridades locais, alertar para os perigosos da falta de registo das crianças e para os riscos de tráfico infantil e outros tipos de abusos e violações como exploração sexual e trabalho infantil, etc.

Em Nairobi, existem mais de 300,000 crianças “invisíveis”, ou sejam, que não têm qualquer tipo de documentação como um certificado de nascimento. Não têm um nome, morada, data de nascimento ou pais oficiais... Não têm uma identidade... Estas crianças encontram-se em situação de extremo risco pois podem ser facilmente raptadas, traficadas e sujeitos a todo o tipo de tratamentos cruéis e abusivos, uma vez que não existem oficialmente. Para além disso, são-lhes negados pelo próprio estado os seus direitos mais básicos como o acesso à educação (não podem fazer os exames oficiais se não tiverem um certificado de nascimento) e à saúde (não podem usufruir do programa de imunização oferecido pelo Ministério da Saúde).